fbpx

‘A gente pensou que era um avião caindo’, diz vizinha de fábrica de pastilhas que explodiu no Rio

Vizinhos da fábrica de pastilhas Valda, cuja caldeira explodiu na tarde desta terça-feira (7), na Gardênia Azul, Zona Oeste do Rio, contaram que suas casas chegaram a tremer com o estouro. Pelo menos cinco pessoas ficaram feridas sem gravidade. Ainda não se sabe a causa do incidente.

O impacto da explosão derrubou o muro de um condomínio e arrancou janelas e esquadrias. O Globocop sobrevoou o que restou da fábrica nesta quarta (8), e só havia escombros e ferro retorcido.

“A gente pensou que era um avião caindo, porque foi muito forte”, lembrou a técnica de enfermagem Kelly Couto. “Eu desci descalça e de pijama”, emendou.

Para a manicure Beatriz Sá Andrade, “parecia a porta do inferno se abrindo”. “Eu me levantei com o susto e fui jogada. Eu vi tudo branco, tinha muita poeira e muito caco de vidro. Cheguei a cortar as pernas”, detalhou.

A aposentada Maria Cristina Silva de Souza disse que ainda estava em choque. “A gente tem que agradecer muito a Deus que a gente está viva.”

Vinte apartamentos tiveram danos. Quatro famílias decidiram passar a noite em hotéis com medo, mas, segundo a prefeitura, o condomínio não corre risco de desabar.

“Não houve dano estrutural. A Defesa Civil constatou que era possível os moradores permanecerem em suas residências em segurança”, afirmou a subprefeita Talita Galhardo.

“O dono da empresa garantiu que vai ajudar na recuperação dos bens materiais”, emendou.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: