fbpx

Anvisa suspende de forma cautelar lotes da vacina CoronaVac

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou neste sábado (04) que adotou medida cautelar para interditar pelo menos 25 lotes da vacina CoronaVac, proibindo a distribuição e uso de doses envasadas em planta não aprovada pelo órgão.

Na sexta-feira (03), a Anvisa foi informada pelo Instituto Butantan que o laboratório chinês Sinovac, fabricante da vacina, enviou para o Brasil, na apresentação frasco-ampola, 12.113.934 doses. Porém, segundo a agência, a unidade fabril responsável pelo envase não foi inspecionada e não foi aprovada na autorização de uso emergencial concedida à CoronaVac.

O Butantan informou ainda, segundo a agência, que outros 17 lotes, também envasados no local não inspecionado pela Anvisa, totalizando 9 milhões de doses, estão em tramitação de envio e liberação ao Brasil. O diretor do instituto, Dimas Covas, afirmou que técnicos do Butantan analisaram as informações disponíveis nos lotes e apontaram segurança e qualidade das vacinas.

Dimas solicitou autorização para que as vacinas sejam aplicadas em caráter emergencial a fim de não comprometer o programa nacional de imunização contra o coronavírus.

“O Butantan esclarece que a medida da Anvisa não deve causar alarmismo. Foi o próprio instituto que, por compromisso com a transparência e por extrema precaução, comunicou o fato à agência, após atestar a qualidade das doses recebidas. Isso garante que os imunizantes são seguros para a população”, afirmou o Butantan em nota. “A vacina do Butantan é o imunizante mais seguro à disposição do Programa Nacional de Imunizações por causa da sua plataforma de vírus inativado”, garantiu o instituto.

Fonte: O Sul

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: