fbpx

Avião do Governo Federal realiza avaliação da pista do Aeroporto de Passo Fundo

Durante visita em Passo Fundo no final de agosto, o deputado federal Alceu Moreira (MDB) falou nos microfones da Uirapuru sobre a situação atual do Aeroporto Lauro Kortz.

A pedido da rádio, o deputado vem acompanhando essa importante pauta. Durante entrevista, ele explicou que, para o aeroporto ser liberado, um avião da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) precisava vir até Passo Fundo realizar um teste na pista.

E, nesta terça-feira (05), uma Aeronave Jato HS 400 esteve no Lauro Kortz e sobrevoou a pista. Este é um avião com laboratório de um grupo especial de inspeção de voo.

A aeronave sobrevoou a pista e simulou uma aterrizagem, para fazer aferição e toda a verificação do local, após isso o avião arremeteu novamente. Isso foi feito nas duas cabeceiras da pista.

O Aeroporto de Passo Fundo deve ficar fechado até o dia até 31 de outubro e, posteriormente, responsáveis avaliarão os resultados do teste de hoje para, enfim, decidir se o Lauro Kortz será liberado.

Relembre o que disse o deputado Alceu Moreira

Segundo Alceu Moreira, o país conta hoje com apenas uma aeronave, com sede em Curitiba, e o órgão federal que faz a sinalização para pouso e decolagem é muito burocratizado e com hierarquia militar. Por isso houve demora na avaliação da pista.

O deputado marcou, inclusive, uma audiência com o ministro da Defesa, General Braga Netto, para buscar uma solução do problema. A reunião foi realizada na última semana com o objetivo de ver o que se poderia fazer para reconhecer e liberar a pista.

No entanto, Alceu Moreira explicou que o próprio reconhecimento puro e simples, com passagem do avião, não significa liberação imediata do aeroporto, já que depois desse processo uma série de documentos também precisa ser aprovada.

O deputado disse que a reforma do Lauro Kortz será redefinidora para a economia não só de passo Fundo, mas também para cerca de 70 municípios que nos rodeiam e poderão estabelecer, através do aeroporto, relações com o resto do país.

Fonte: Uirapuru

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: