fbpx
EsportesGeral

Doação milionária ameniza contas do Inter de 2022

O balanço de 2022, que chegará na caixa de email dos conselheiros do Inter nas próximas semanas, apresentará um superávit de pouco menos de R$ 2 milhões. A notícia é boa, porque é o segundo ano consecutivo com resultado positivo. Entretanto, a situação financeira do clube ainda é complicadíssima e, no final das contas, o superávit só foi alcançado devido ao lançamento, nos últimos dias no ano passado, da doação dos terrenos no município de Guaíba que, um dia, receberão o CT do clube, em um valor total de R$ 45 milhões. Portanto, sem a doação, o Inter amargaria mais um ano com um déficit importante.

São duas áreas contíguas,ambas em Guaíba. A primeira foi doada pelo município em 2019. A outra, foi transferida oficialmente para o Inter no dia 24 de dezembro, quando o então governador Ranolfo Vieira Júnior sancionou uma lei alternando a forma como o Inter daria a contrapartida prevista no projeto original. Além de custear as iluminações cênicas do Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff) e do Palácio Piratini, o clube comprará de equipamentos de tecnologia para a rede pública estadual de ensino ao custo total de cerca de R$ 3,3 milhões.

Enfim, quatro dias após sancionada a lei, em 28 de dezembro, o Inter lançou a doação de 45 milhões no balanço, transformando um déficit, que poderia chegar perto dos R$ 40 milhões, em superávit. A doação ameniza o balanço, mas não o fluxo de caixa. Ou seja, ela deixa os números do ano positivos, mas não coloca dinheiro no caixa para o financiamento do dia a dia do clube. Por isso, pagar em dia jogadores e funcionários, além de manter todos os compromissos com fornecedores em dia, ainda é um desafio diário para os gestores.

Por isso, o clube segue socorrendo-se nos bancos sempre que o fluxo de caixa fica asfixiado. A dívida continua alta e, na mesma proporção, os juros de sua rolagem, que drenam cerca de R$ 60 milhões por ano do caixa colorado. Esse dinheiro é o que falta para a contratação de jogadores e até para o início das obras do próprio CT em Guaíba.

O balanço de 2022 passou por uma auditoria externa e já foi analisado pelo Conselho Fiscal do clube. Nos próximos dias, o presidente do Conselho Deliberativo Sérgio Jüchem deverá chamar uma reunião para análise dos números, que, segundo a legislação, deve ocorrer ainda dentro do mês de abril. Tudo indica que o lançamento da doação da área em Guaíba, nos últimos dias do ano, será tema de debate – aqui, nenhuma novidade.

O presidente Alessandro Barcellos, em contato com a reportagem, afirmou que não irá comentar detalhes do balanço, como o lançamento da doação da área, antes que ele seja conhecido por todos os conselheiros. Porém, afirmou que despesas inesperadas durante o ano, sem dizer quais, prejudicaram o balanço.

Outra doação 

Não é a primeira vez que uma doação ameniza o balanço colorado. No último dia de 2018, o Inter anunciou que Delcir Sonda havia doado R$ 25 milhões ao clube. O empresário, hoje conselheiro, abriu mão do pagamento do valor, que ele emprestara anos antes. Mesmo assim, o Inter fechou 2018 com R$ 9,5 milhões de déficit.

Fonte: CP

%d blogueiros gostam disto:

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/tapeja36/public_html/wp-includes/functions.php on line 5420