fbpx
GeralMundo

Embaixada do Brasil em Kiev pede que brasileiros saiam da Ucrânia

A Embaixada brasileira em Kiev, capital da Ucrânia, recomendou nesta quinta-feira (24) que os brasileiros deixem o país, caso tenham essa possibilidade. “A embaixada recomenda que brasileiros que possam deslocar-se por meios próprios para outros países ao oeste da Ucrânia que o façam tão logo possível, após informarem-se sobre a situação de segurança local”, diz a nota.

Apesar da tensão no país após militares russos invadirem a Ucrânia, segundo a embaixada, no momento, a situação é relativamente estável.

A recomendação sinaliza que os brasileiros que vivem nas regiões na margem esquerda do rio Dnipro, ao leste, onde se encontram as regiões separatistas, que se dirijam para oeste do país. 

“Aos brasileiros que não puderem deixar o país de modo seguro, a embaixada orienta a procurar um local seguro para o momento, longe de bases militares, instalações responsáveis pelo fornecimento de energia e internet e áreas responsáveis pela produção de energia elétrica’, diz o comunicado. Cerca de 500 brasileiros vivem no país.

Para os brasileiros em Kiev, a recomendação parte das autoridades ucranianas. No momento, não devem sair de casa, uma vez que há grandes engarrafamentos nas saídas da cidade. “Os brasileiros que buscarem deixar a cidade nesse momento devem contar com grandes dificuldades. Solicita-se aguardar novas instruções da embaixada”, diz o texto.

Nesta quinta, o Ministério das Relações Exteriores pediu a “suspensão imediata das hostilidades e o início de negociações conducentes a uma solução diplomática” e disse acompanhar com preocupação as operações militares na Ucrânia.

“O Brasil apela à suspensão imediata das hostilidades e ao início de negociações conducentes a uma solução diplomática para a questão, com base nos Acordos de Minsk e que leve em conta os legítimos interesses de segurança de todas as partes envolvidas e a proteção da população civil”, pontuou o Itamaraty.

Forças terrestres da Rússia entraram na Ucrânia a partir de vários pontos, nesta quinta-feira, informou o serviço de guardas de fronteira da Ucrânia. A ação ocorreu horas depois de Putin anunciar o início de uma operação militar. Pelo menos três soldados ucranianos morreram durante a invasão, informaram guardas de fronteira. Eles detalharam que as vítimas foram mortas na fronteira com a península anexada da Crimeia, no sul do país.

Fonte: R7

%d blogueiros gostam disto:

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/tapeja36/public_html/wp-includes/functions.php on line 5373