fbpx

Ministro da Justiça se reúne por quatro horas com Alexandre de Moraes

Após a carta do presidente Jair Bolsonaro falando em pacificação, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, se reuniu nesta sexta-feira com o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. No último dia 7, o mandatário discursou para manifestantes em Brasília e em São Paulo, ocasião em que falou que não mais cumpriria ordens judiciais de Moraes. As manifestações pró-governo foram marcadas por ataques ao Supremo e pedidos de destituição dos ministros.

Na última quinta-feira, o governo federal divulgou uma carta intitulada “Declação à nação”, assinada por Bolsonaro, na qual o mandatário diz que não teve “nenhuma intenção de agredir quaisquer dos poderes” e que suas palavras, “por vezes contundentes, decorreram do calor do momento e dos embates que sempre visaram o bem comum”. A carta foi elaborada com apoio do ex-presidente Michel Temer (MDB).

Moraes e Torres conversaram por quatro horas, em São Paulo, na casa do magistrado. A reportagem confirmou que Torres falou com Bolsonaro sobre conversar com o ministro antes da reunião e recebeu o aval do chefe. O ministro da Justiça disse a aliados que o diálogo foi cordial, marcado por discussão sobre união e pacificação entre os Poderes da República.

Torres também aproveitou a ida a São Paulo para se reunir com integrantes da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Oficialmente, discutiram a criação da Estratégia Nacional de Combate ao Crime Cibernético. Na semana passada, a federação assinou um manifesto capitaneado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) em defesa da harmonia entre os Poderes.

Fonte: CP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: