fbpx

Ministro Luiz Eduardo Ramos depõe à Polícia Federal nesta segunda-feira

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Luiz Eduardo Ramos, deve ser ouvido nesta segunda-feira (30) pela PF (Polícia Federal) no inquérito que investiga fake news e ataques contra o sistema eleitoral. Ele foi chamado, na condição de testemunha, para explicar a presença de um servidor da pasta em live realizada pelo presidente Jair Bolsonaro.

Na transmissão que ocorreu pelas redes sociais e pela TV Brasil, que integra o sistema público de comunicação, o chefe do Executivo alegou que as eleições foram fraudadas. No entanto, para o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o presidente não apresentou nenhuma prova concreta de irregularidade, o que pode representar crime.

O servidor que participou da live é o coronel da reserva Eduardo Gomes da Silva. Ele alegou que o sistema eleitoral adotado no Brasil precisa de “melhorias”. O coronel foi apresentado como especialista em tecnologia. A oitiva do ministro Ramos deve começar por volta das 14h, na Superintendência da Polícia Federal, em Brasília.

Fonte: O Sul

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: