fbpx

Organizadas do Vasco invadem sala da presidência para protestar

Um grupo de representantes de torcidas organizadas do Vasco foi a São Januário para protestar contra a má fase do time, atualmente nono colocado na Série B. Com ofensas direcionadas a Jorge Salgado e outros dirigentes, invadiram à sala da presidência, que estava vazia no momento em que entraram.

ge entrou em contato com o Vasco, que se manifestou em nota oficial (veja abaixo). O clube explicou que a invasão ocorreu pelo restaurante e que não houve registro de violência ou dano ao patrimônio.

O grupo ingressou no clube pela entrada principal da sede social. Em imagens que foram divulgadas nas redes sociais, um policial militar e funcionários tentaram impedir que continuassem adentrando por São Januário, mas isso não foi possível.

Um dos torcedores perguntava enquanto deixava a sala de Salgado: “Cadê você, Salgado? Cadê Osório? Cadê o Luiz Mello? Cadê o Mussa? Aqui não é invasão, a casa é nossa. Estamos cansados, Salgado. Castan, vamos cobrar esse elenco. Você é o capitão. Ninguém no clube? Estão dando folga? A torcida está interditando!”

Embora um dos líderes do protesto fale em folga, o Vasco comunicou à imprensa que o grupo treina normalmente desde a derrota para o Avaí. Os treinamentos têm sidos comandados por Fábio Cortez, auxiliar técnico, e Daniel Félix, preparador físico. Ambos são membros da comissão técnica permanente do clube.

Como parte do protesto, torcedores lacraram a sala da presidência com fitas que colocaram no interior e no entorno da mesma.

A nota oficial do Vasco

“O Vasco confirma que as imagens que estão circulando na internet, de integrantes de torcidas organizadas em São Januário, são desta sexta-feira (10/09).

Houve tentativa de invasão à sede do Clube através dos portões 9, 17 e entrada social.

A segurança conseguiu intervir em diversos pontos, no entanto, os torcedores acabaram conseguindo acessar as instalações internas através do restaurante. As circunstâncias de como se deu esse acesso irregular estão sendo apuradas pelo Clube.

Os torcedores já foram retirados das instalações do Clube pela intervenção da segurança, com o apoio da Polícia Militar. Não foram registrados atos de violência nem danos ao patrimônio de São Januário.

O Vasco lamenta o incidente. A administração sempre esteve aberta ao diálogo com todos os públicos relativos ao Clube, inclusive as torcidas organizadas, as quais foram recebidas diversas vezes para reuniões, tanto em São Januário quanto no CT Moacyr Barbosa.

O Vasco da Gama vai tomar as providências cabíveis para que cenas lamentáveis como essas não se repitam”.

Fonte: GE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: