fbpx
GeralPolícia

Ricardo Miranda deixa o país sob proteção da Polícia Federal

O ex-chefe de importação do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, Luís Ricardo Miranda, que denunciou o suposto esquema de propina na compra da vacina indiana Covaxin, deixou o país junto com a família nessa quinta-feira. Segundo o irmão dele, o deputado federal Luis Miranda (DEM-DF), Ricardo entrou para o programa de proteção a testemunhas, da Polícia Federal. O deputado Luis Miranda disse ao R7 que ficou sabendo somente na quarta-feira da inclusão do ex-servidor no programa de proteção.

“Ele (Ricardo Miranda) ocultou isso de mim porque conhece minha personalidade. Ele sabe que eu iria pra cima desses caras. Estou cansado do que o Bolsonaro vem fazendo com a gente,” desabafou. “O Ricardo optou (por manter em segredo) para não desgastar a mim e ao restante da família e só me contou ontem,” completou.

De acordo com o deputado, eles não davam importância às ameaças nas redes sociais. “Mas meu irmão sofreu outros tipos de ameaça que o deixaram preocupado e decidiu ingressar no programa de proteção a testemunhas. Ele não quis me contar que outro tipo de ameaça tem recebido, mas, por causa delas, decidiu participar do programa,” disse o deputado. “Ele contou (que tipo de ameaça sofreu) à minha mãe, mas ela também não quis me dizer. Ele (Ricardo) entendeu que as pessoas que estão no governo são perigosas e não vão deixar barato,” afirmou.

Ainda de acordo com o deputado, a família vinha preparando uma homenagem para Ricardo  pelo Dia do Servidor, mas souberam também que ele foi exonerado do Ministério da Saúde. “Ele fez uma denúncia e, em vez de receber reconhecimento, sofreu perseguição. Acertamos em levar a denúncia à Polícia Federal e erramos ao levá-la ao presidente,” concluiu.

“O governo age como se ele (Bolsonaro) fosse dono da Precisa (Medicamentos). Repare que os governistas defenderam a empresa com unhas e dentes, chegando a até apresentar documentos falsos em defesa da empresa. Em nenhum momento eles defenderam os denunciantes, mas sim à empresa corrupta que já deu prejuízo de R$ 20 milhões”, afirmou. ”Por que o Bolsonaro nunca tomou uma providência em relação à denúncia?” indagou.

Fonte: Correio do Povo

%d blogueiros gostam disto:

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/tapeja36/public_html/wp-includes/functions.php on line 5420