fbpx
EconomiaGeral

Preço da gasolina nas bombas cai pela 3ª semana seguida e vai a R$ 5,48

preço médio da gasolina comum nos postos de todo o país recuou 0,5% na semana entre os dias 26 de março e 1º de abril e foi para para R$ 5,48 por litro, informou no início da noite desta sexta-feira (31) a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis). Nos sete dias anteriores, o litro desse combustível custava, em média, R$ 5,51 ao consumidor.

Esta é a terceira semana em que o preço médio da gasolina teve leve queda, após o pico de R$ 5,57 por litro, registrado após a volta da cobrança dos impostos federais PIS/Cofins sobre os valores do combustível nas refinarias. Esses tributos são repassados ao consumidor final na ponta da cadeia de consumo.

Assim, após a alta de 9,6% no preço médio do insumo nos primeiros 11 dias de março, o combustível recuou 1,6% nas últimas três semanas e consolidou o movimento de ajuste de preços dos lojistas na lógica concorrencial. Isso é comum após grandes variações em um curto período de tempo.

Outro fator que explica a queda no preço da gasolina é o recuo também no preço do etanol anidro, que responde por 27% da mistura do combustível. O insumo registrou queda acumulada de 3,3% nas usinas paulistas em três semanas até 24 de março.

O preço médio da semana útil que se encerra nesta sexta (31) não havia sido divulgado até o momento da publicação desta nota. O levantamento é do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Escola Superior de Agricultura da Universidade de São Paulo (Cepea/Esalq-USP).

Nos postos, segundo a ANP, o etanol hidratado foi vendido nesta semana por R$ 3,89, em média; nos sete dias anteriores, o preço médio registrado tinha sido de R$ 3,92, variação de 0,44%.

A diferença entre esses dois produtos é a pureza: o etanol hidratado combustível tem entre 95,1% e 96% de etanol em sua composição, sendo o restante água, enquanto o etanol anidro tem pelo menos 99,6% de graduação alcoólica. Por isso, este é também chamado de etanol puro ou etanol absoluto.

Diesel

O preço médio do diesel S-10 caiu 1,3% na semana, ou R$ 0,08 por litro, nos postos de todo o país, entre 26 de março e 1º de abril. Segundo a ANP, o litro desse insumo custou em média R$ 5,86 nesta semana; nos sete dias anteriores, seu preço era de R$ 5,94. Esse combustível está livre da reoneração até 1º de janeiro de 2024, por decisão do governo.

O diesel ficou mais barato para o consumidor final porque a Petrobras reduziu, recentemente, em 23 de março, o preço desse produto em suas refinarias. A estatal implementou uma redução de 4,47% no preço do diesel para as distribuidoras — R$ 0,18 por litro. Os descontos da Petrobras nas refinarias são gradualmente repassados aos preços das bombas.

Este foi o terceiro reajuste para baixo no preço do diesel da gestão Jean Paul Prates na Petrobras. Desde que o ex-senador assumiu a companhia, o diesel vendido nas refinarias da estatal caiu 14,6%. Em 1º de março, a Petrobras já havia reduzido o preço do combustível em 1,95%, ou R$ 0,08 por litro. Antes, em 8 de fevereiro, a companhia havia praticado uma primeira redução de 8,9%, ou R$ 0,40 por litro.

Gás de cozinha

Já o preço médio do GLP (gás liquefeito de petróleo), o gás de cozinha, experimentou mais uma queda leve nesta semana, agora de 0,17%. O insumo, vendido em botijão de 13 kg, fechou a semana a um preço médio de R$ 107,33 — valor 0,17% abaixo da média registrada na semana imediatamente anterior, de R$ 107,52.

O gás de cozinha vinha mantendo trajetória de quedas leves, chegou a subir pontualmente e voltou a cair, ainda que próximo da estabilidade. Nos sete dias anteriores, foi registrada uma queda de 0,15%. Também nesse caso, os impostos federais só voltarão a incidir em 1º de janeiro de 2024.

Fonte: Correio do Povo

%d blogueiros gostam disto:

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/tapeja36/public_html/wp-includes/functions.php on line 5420