fbpx

Quase 870 mil contribuintes caíram na malha fina do Imposto de Renda neste ano

Quase 870 mil contribuintes caíram na malha fina do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física 2021), ano-base 2020, informou nesta quinta-feira (30) a Receita Federal.

Segundo o Fisco, foram entregues 36,8 milhões de declarações neste ano. Desse total, 869,3 mil (2,4%) foram retidas na malha fina. Entre os documentos retidos, 666,6 mil são declarações com imposto a restituir, 181,9 mil com imposto a pagar e 20,6 mil com saldo zero.

Os principais motivos de retenção na malha são: omissão de rendimentos sujeitos ao ajuste anual (de titulares e dependentes declarados); deduções da base de cálculo (principal motivo de dedução: despesas médicas); divergências no valor de IRRF  (Imposto de Renda Retido na Fonte) entre o que consta em Dirf (Declaração do Imposto Sobre a Renda Retido na Fonte) e o que foi declarado pela pessoa física; e deduções do imposto devido, recebimento de rendimentos acumulados e divergência de informação sobre pagamento de carnê-leão e/ou imposto complementar.

Os contribuintes devem verificar a situação da sua declaração no site da Receita ou no aplicativo do Fisco para tablets e smartphones. Ao realizar a consulta, será informado se há ou não pendências que impeçam o pagamento da restituição, ou seja, se a declaração caiu na malha fina.

Fonte: O Sul

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: