fbpx

RS distribuirá doses de Pfizer para avançar na vacinação dos adolescentes

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) e o Conselho das Secretarias Municipais decidiram, nesta terça-feira, manter a vacinação da Covid-19 em adolescentes contra a Covid-19. De acordo com a pasta, esse é um dos públicos a serem atendidos com as mais de um milhão doses de Pfizer, AstraZeneca e Coronavac que serão entregues pela SES nesta quarta-feira (22/9) a todos municípios.

“Importante destacar que só a Pfizer está autorizada para os adolescentes, e somente vacinas dessa marca estão sendo distribuídas para esse público”, alerta a secretária da Saúde, Arita Bergmann.

A proposta aprovada com a representação dos municípios foi de destinar 350 mil doses dessa remessa para primeiras doses, incluindo cerca de 165 mil de Pfizer para cobrir a totalidade da faixa dos 17 anos e 58% da faixa dos 16 anos. Essas idades podem variar de cidade para cidade conforme o avanço da campanha e a disponibilidade de doses.

Outras 38,5 mil doses serão distribuídas para atender a dose de reforço dos idosos que fizeram a segunda dose até 25 de março, contemplando o prazo de seis meses entre as duas. Há ainda a destinação de aproximadamente 620 mil doses para a segunda dose de pessoas com mais de 18 anos, somando as três fabricantes. Com isso, o Estado completa as doses necessárias para todo o público adulto vacinável no RS.

A decisão vai na contramão da orientação do Ministério da Saúde, divulgada no dia 16, de que só sejam vacinadas pessoas nessa faixa etária com deficiências permanentes, comorbidades ou privadas de liberdade. Em 2 de setembro, porém, o Ministério havia publicado uma nota se contradizendo, recomendando a vacinação de todo o público.

Ainda no mesmo dia, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) se posicionou contrária à suspensão da aplicação da vacina contra a Covid-19 em adolescentes. O órgão ressaltou que os dados disponíveis até agora não “demandem alterações nas condições aprovadas para a vacina”. Dentre os imunizantes contra o coronavírus aplicados no Brasil, o único autorizado para ser administrado em jovens entre 12 e 17 anos é o da Pfizer.

Em Porto Alegre, a prefeitura segue vacinando todas as pessoas com 15 anos ou mais e a dose de reforço em idosos com 70 anos ou mais. Também segue a vacinação da terceira dose para imunossuprimidos com esquema vacinal completo há pelo menos 28 dias. Adolescentes acima de 12 anos com comorbidades também podem receber as doses.

Outros municípios da Região Metropolitana também seguem vacinando indivíduos nessas faixas etárias. Em Cachoeirinha, por exemplo, a prefeitura vacina adolescentes de 15 a 17 anos, independente de comorbidades, ao longo desta terça-feira.

Fonte: Correio do Povo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: